Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]





COVID-19 - MINIPREÇO Lojas Fechadas ou com horário reduzido

Quarta-feira, 25.03.20

COVID-19 - MINIPREÇO Lojas Fechadas ou com horário reduzido,

01 Promoções-Descontos-37044.jpg

Dia 25 março,

01 Promoções-Descontos-37038.jpg

01 Promoções-Descontos-37039.jpg

01 Promoções-Descontos-37040.jpg

01 Promoções-Descontos-37041.jpg

01 Promoções-Descontos-37042.jpg

01 Promoções-Descontos-37043.jpg

 

Partilhar:

Autoria e outros dados (tags, etc)

COVID-19 - Crédito Agrícola anuncia apoios a famílias e empresas

Quarta-feira, 25.03.20

COVID-19 - Crédito Agrícola anuncia apoios a famílias e empresas,

01 Promoções-Descontos-37036.jpg

25 de Março de 2020 - O Crédito Agrícola acaba de lançar três linhas de crédito para apoiar as famílias e as Empresas portuguesas neste contexto de pandemia e de Estado de Emergência que o País vive.

Com o objectivo de ajudar a mitigar os efeitos económicos e sociais que o surto do COVID-19 está a provocar na sociedade portuguesa, o Crédito Agrícola criou um mecanismo de moratória para os créditos regulares para particulares e empresas que permite uma carência de capital ou prorrogação do termo do prazo de pagamento até 12 meses, cumulativos entre carência e prorrogação. 

Este instrumento de apoio é elegível para os clientes que estejam em situação regular com o Banco, abrangendo as operações de crédito à habitação, ao consumo e créditos ao investimento e tesouraria, para o caso das empresas. O Crédito Agrícola ajustará estas condições às orientações ou decisões que vierem a ser tomadas pelas autoridades legislativas ou regulatórias, europeias ou nacionais.

Adicionalmente e para apoiar as empresas neste período especialmente conturbado, o Banco lançou ainda a Linha de Crédito de Apoio Especial – Fundo Maneio, dirigida a empresas e a empresários em nome individual, acessível a todo o tipo de empresas nacionais com necessidade de liquidez na atual conjuntura, com o objetivo de pagamento de salários, encargos com a manutenção da atividade, pagamento a fornecedores, e com um montante máximo de financiamento até 100 mil euros.

O Crédito Agrícola associou-se ainda ao Estado Português e ao Sistema Nacional de Garantia Mútua na Linha de Crédito Capitalizar 2018 COVID-19 com um montante global de 200 milhões de euros e com um limite de financiamento de 1,5 milhões de euros por empresa e por linha específica.

Partilhar:

Autoria e outros dados (tags, etc)

COVID-19 - Redução horários INTERMARCHÉ aos domingos encerram às 14h00

Quarta-feira, 25.03.20

COVID-19 - Redução horários INTERMARCHÉ aos domingos encerram às 14h00,

01 Promoções-Descontos-37034.jpg

Nota: No decorrer das medidas preventivas à propagação do COVID-19, algumas lojas estão com horário ainda mais reduzido, confirme o horário com a sua loja habitual.

Partilhar:

Autoria e outros dados (tags, etc)

COVID-19 - Medidas de flexibilização das obrigações fiscais

Quarta-feira, 25.03.20

COVID-19 - Medidas de flexibilização das obrigações fiscais,

01 Promoções-Descontos-37032.jpg

Perante a situação epidemiológica que o país atravessa e na tentativa de minimizar os seus efeitos, face ao calendário fiscal, às obrigações de pagamentos para o segundo trimestre de 2020 e às demais obrigações fiscais, foram adotadas as seguintes medidas:

 

O pagamento especial por conta (PEC) de IRC a efetuar em março pode ser efetuado até 30 de junho de 2020. (Despacho n.º 104/2020 – XXII – SEAF)

A declaração periódica de rendimentos de IRC (declaração Modelo 22) do período de tributação de 2019, pode ser cumprida até 31 de julho de 2020. (Despacho n.º 104/2020 – XXII – SEAF)

O 1º pagamento por conta e 1º pagamento adicional por conta, ambos de IRC, a efetuar em julho, podem ser efetuados até 31 de agosto de 2020. (Despacho n.º 104/2020 – XXII – SEAF)

A aplicação do regime de justo impedimento no cumprimento das obrigações declarativas fiscais, relativamente a contribuintes ou contabilistas certificados, aplica-se nas situações de infeção ou de isolamento profilático declaradas ou determinadas por autoridade de saúde. (Despacho n.º 104/2020 – XXII – SEAF)

Aplicação do regime das férias judiciais aos prazos tributários que corram a favor dos contribuintes e que respeitem atos de interposição de impugnação judicial, reclamação graciosa, recurso hierárquico, ou outros procedimentos de idêntica natureza, bem como aos prazos para a prática de atos no âmbito dos mesmos procedimentos tributários (artigo 7.º da Lei n.º 1-A/2020 de 19 de março).

Partilhar:

Autoria e outros dados (tags, etc)

COVID-19 - Banco de Portugal recomenda financiamento urgente às famílias e empresas

Quarta-feira, 25.03.20

COVID-19 - Banco de Portugal recomenda financiamento urgente às famílias e empresas,

01 Promoções-Descontos-37031.jpg

A pandemia do Covid-19 alterou de forma abrupta e significativa as condições económicas e financeiras a nível nacional e internacional. Neste contexto, para a prossecução do objetivo de estabilidade financeira, o Banco de Portugal, enquanto Autoridade Macroprudencial nacional, avaliou se a Recomendação macroprudencial em vigor permanece adequada. Uma das preocupações desta análise incidiu sobre a necessidade de alterar o desenho ou a calibração da Recomendação e se esta não colide com outras medidas tomadas a nível nacional.

A pandemia do novo coronavírus representará um choque muito agudo, mas de natureza temporária, pelo que é fundamental assegurar, no muito curto prazo, liquidez às famílias e às empresas, continuando a ancorar os critérios de concessão de crédito no médio e longo prazo.

No desenho da Recomendação macroprudencial no âmbito dos novos créditos a consumidores, foram considerados elementos de flexibilidade que podem agora ser utilizados num cenário de stress. Recorde-se que há uma parte dos novos créditos celebrados com consumidores que não são abrangidos pela Recomendação e que podem ser relevantes no contexto atual, a saber:  

  • São excluídas as operações de crédito destinadas a prevenir ou regularizar situações de incumprimento, conferindo uma maior flexibilidade no desenho destes contratos [1]
  • Excluem-se, também, os contratos de crédito sob a forma de facilidades de descoberto e outros créditos sem plano de reembolso definido (incluindo cartões e linhas de crédito), que poderão ser bastante relevantes num contexto de insuficiência temporária de liquidez.
  • Os contratos de crédito cujo montante total seja igual ou inferior a dez vezes a remuneração mínima mensal garantida (cerca de 6400 euros) estão fora do âmbito da Recomendação, podendo também ser utilizados para colmatar necessidades de liquidez imediatas por parte das famílias. 
  • A estas exclusões somam-se as exceções já existentes ao cumprimento do rácio DSTI (acrónimo na língua inglesa para debt service-to-income ratio, ou seja, rácio entre o montante total das prestações mensais associadas a todos os empréstimos detidos pelo cliente e o seu rendimento mensal líquido), que possibilitam que 5% do volume das novas operações possa ser concedido a mutuários sem rendimento ou rendimento muito reduzido, uma vez que o rácio DSTI nestas circunstâncias não terá um limite.

Porém, e dado o contexto atual, o Banco de Portugal decidiu que os créditos pessoais com maturidades até 2 anos e que sejam devidamente identificados como destinados a mitigar situações de insuficiência temporária de liquidez por parte das famílias deixem de ter de cumprir um limite ao rácio de DSTI, ficando também dispensados de observar a recomendação de pagamento regular de capital e juros. 

Será mantida a alteração da Recomendação publicada a 31 de janeiro de 2020, que entra em vigor a 1 de abril de 2020 e que prevê a redução da maturidade máxima do crédito pessoal para sete anos, exceto para as finalidades de educação, saúde e energias renováveis, em que continuará a ser 10 anos desde que estas finalidades sejam devidamente comprovadas. Esta alteração não põe em causa a capacidade de suprir insuficiências temporárias de liquidez das famílias.

Por fim, esclarece-se que a Recomendação não constitui impedimento à aplicação de uma moratória para fazer face a insuficiências temporárias de liquidez das famílias, no contexto das medidas para combater os impactos do Covid-19. O mesmo se aplica às moratórias que os bancos têm vindo a conceder de forma voluntária.

[1] Uma questão fundamental, mas de natureza microprudencial, é o tratamento destes créditos para efeitos de provisionamento, designadamente a aplicação da IFRS 9. Neste contexto o SSM emitiu uma recomendação para os bancos não atuarem de forma pró-cíclica e tirarem partido das disposições transitórias da IFRS 9.

Partilhar:

Autoria e outros dados (tags, etc)

Antevisão Folheto CLAREL Promoções de 26 março a 15 abril

Quarta-feira, 25.03.20

Antevisão Folheto CLAREL Promoções de 26 março a 15 abril,

Clarel Promoções de 26 março a 15 abril p1.jpg

 

Partilhar:

Autoria e outros dados (tags, etc)

COVID-19 - Santander Medidas de apoio a famílias e empresas

Quarta-feira, 25.03.20

COVID-19 - Santander Medidas de apoio a famílias e empresas,

01 Promoções-Descontos-37030.jpg

Solidariamente com todos os Portugueses, o Santander em Portugal está comprometido em vencer o surto COVID-19, sendo o apoio para as famílias e empresas a nossa parte nesta missão. No atual quadro restritivo da atividade, e porque situações excecionais exigem medidas excecionais, o Banco implementa o plano COVID oferecendo aos Clientes condições excecionais, pré-aprovadas, para regularização e redução dos encargos mensais.


Como vamos ajudar as famílias Portuguesas?

Para redução das suas necessidades de liquidez imediatas:
- As cerca de 250 mil famílias Portuguesas que têm o seu crédito à habitação junto do Santander terão à sua disposição, nos canais digitais do Banco (NetBanco), a possibilidade de solicitarem, de uma forma simples e prática, a renegociação do seu crédito com a carência imediata de amortização de capital durante 6 meses para as operações de crédito que se encontrem em situação regular. Esta possibilidade estará disponível logo que seja clarificado o enquadramento legal em Portugal de aplicabilidade das decisões anunciadas pelo Banco Central Europeu (BCE) na passada 6ª feira. Com esta medida, o Banco permite que as famílias Portuguesas não amortizem neste período quase mil milhões de euros de capital;
- A possibilidade de renegociação do crédito através da carência de capital durante 6 meses será estendida aos créditos ao consumo em situação regular junto do Banco;
- Estas renegociações estarão isentas de comissões de alteração das características do crédito;
- O Banco suspenderá igualmente a perda de bonificação de spread por Clientes que venham a incumprir as condições de cross-selling que estão incluídas nos seus contratos de crédito à habitação pelo prazo de 6 meses.


Para facilitar a utilização de canais digitais e o acesso a operações bancárias sem sair de casa:
- Suspendemos por 30 dias o pagamento de comissões de transferências nacionais através de canais digitais do Banco, incluindo o serviço MB WAY quando utilizado na App Santander. Assim, os Clientes do Banco podem utilizar os seus canais digitais para as suas operações do dia a dia, nomeadamente transferências, pagamentos, consultas de saldo, carregamento de telemóveis e pagamentos ao Estado com toda a conveniência e sem custos. O prolongamento desta medida será reavaliado atempadamente;
- Reforçamos com mais 100 colaboradores o atendimento por via telefónica direta para que o maior fluxo de chamadas continue a ser atendido com a rapidez e o elevado nível de serviço habitual.


Para reduzir o risco de utilização de cartões de débito e de crédito:
- Isentamos de comissões de disponibilização o pedido de novos cartões contactless durante os próximos dois trimestres.


Como vamos ajudar as pequenas e médias empresas Portuguesas?

Para redução das suas necessidades de liquidez imediatas:
- O Banco está disponível para renegociar as características dos créditos de pequenas e médias empresas (PME) que se encontrem em situação regular, e cujos créditos estão em período de reembolso, que mais de 67 mil empresas têm junto do Banco, oferecendo uma carência de capital prazo de até 12 meses. A solicitação desta possibilidade poderá ser efetuada de forma simples através dos canais digitais do Banco a partir da próxima 5ª feira. Esta renegociação será efetuada sem qualquer alteração no spread das operações e sem qualquer cobrança de qualquer comissão de alteração do contrato.


Para satisfação de necessidades adicionais de tesouraria de curto prazo:
- O Banco mantém inalterados todos os limites de crédito contratualizados, quer com caráter revogável, quer com caráter irrevogável, com as empresas que assim, de uma forma simples e imediata, podem aceder a cerca de 4 mil milhões de euros de crédito adicional sem qualquer alteração das condições de spread ou de outras comissões associadas;
- O Banco encontra-se já a dinamizar junto das empresas nacionais os mais de 3 mil milhões de euros de linhas de apoio anunciadas pelo Estado Português, estando pronto a efetuar a sua disponibilização logo que as instituições nacionais o permitam. Caso tal seja também autorizado, o Banco está disponível para proceder desde já a adiantamentos de 20% do montante aprovado pelo Banco aos seus Clientes ao abrigo destas linhas, para que os seus Clientes possam receber de imediato injeções de liquidez sem ter que esperar pela aprovação pelas entidades públicas.


Para facilitar a utilização de canais digitais e reduzir o seu custo de utilização:
- Para todos os comerciantes, o Santander suspende a cobrança da mensalidade dos POS e isenta a aplicação de um valor mínimo sobre as transações efetuadas. Para apoiar as transações "sem contacto" (contactless), o Santander suspende também a cobrança de todas as comissões do serviço MB WAY no POS. Esta medida tem a duração de 30 dias e será reavaliada atempadamente;
- O Banco flexibilizou a operativa de adesão aos canais digitais por parte das empresas para que, sem deslocação a qualquer agência bancária, seja possível essa adesão.


Como vamos ajudar as famílias e empresas Portuguesas no acesso aos serviços bancários?
- Sabemos que, para a economia funcionar, os Bancos e serviços financeiros têm que estar disponíveis. Por isso, mantemos aberta a vasta maioria das nossas agências bancárias, mesmo que em horário reduzido e com condicionamento à entrada;
- Igualmente reforçámos a capacidade dos nossos canais digitais para que um maior número de clientes possa, em simultâneo, aceder aos serviços do Banco, devendo estes ser o meio preferencial de contacto nesta fase, para segurança e pela saúde de todos.


Como vamos ajudar as famílias e empresas Portuguesas nos serviços de saúde?
- Na área seguradora, e no sentido de assegurar uma maior segurança e proteção dos Clientes face ao COVID-19, o Banco disponibiliza para todos os Clientes Santander, de forma gratuita até 30 de junho, o Serviço Médico Online, através da App SafeCare Saúde da Aegon Santander, e oferece aos Clientes com seguro o teste para despiste do COVID-19, tendo revisto as garantias dos Seguros de Proteção, por forma a alargar o seu âmbito e o acesso a mais serviços, sem custos adicionais.


Como vamos ajudar os colaboradores do Banco e as suas familias?
- Para além das medidas de cariz social habitualmente disponíveis no Banco, o Santander Portugal, numa prova de confiança na estabilidade, solidez e recuperação futura da economia nacional, compromete-se a não utilizar a figura do layoff simplificado que foi aprovado pelo Estado Português neste período de emergência nacional;
- Adicionalmente, o Banco continuará a pagar na totalidade o salário dos seus colaboradores sem solicitar qualquer apoio público, que estejam em quarentena, tenham que estar a ajudar familiares nos termos legais ou que estejam em grupos de risco, pois a todos os que, comprovadamente, estejam nesta situação, será disponibilizada a possibilidade de teletrabalho se o desejarem.

Partilhar:

Autoria e outros dados (tags, etc)

Mais Para Ver:

 


Linha Saúde 24

Linha Saúde 24

Seguir o Blog:

Últimos Posts



Receber tudo por email

Folhetos da Semana:





Comentários recentes

  • Anónimo

    Bom dia, onde é que posso ver essa informação para...

  • Ana

    Ok, obrigada pela atenção.

  • 200porcento

    Olá, a loja na Eng.º Farinas De Almeida é uma loja...

  • Ana

    Boa noite, como sei diferenciar as lojas pequenas,...

  • Anónimo

    Olá bom dia,Ontem ao levantar uma encomenda na loj...

  • Anónimo

    Boa tarde, em que continente encontrou isto?Obri...

  • 200porcento

    É Nacional, mas algumas lojas têm mais variedade d...

  • Anónimo

    Em que continente foram avistadas estas promoções?...

  • Juntos Partilhamos

    Boa tarde,Só para partilhar que já fomos a 4 Pingo...

  • Juntos Partilhamos

    Boa tarde,Só para partilhar que já fomos a 4 Pingo...